Você sabe como calcular o financiamento de um imóvel?

Fique por dentro do nosso conteúdo e receba tudo o que você precisa saber sobre loteamentos, desde investimento a construção

Buscar crédito no mercado para a compra de um lote, casa ou apartamento é muito comum. Mas você sabe como calcular o financiamento de um imóvel?

Para assumir prestações adequadas à sua renda, é importante compreender a prestação do financiamento, sua composição, taxas de amortização e de juros.

Neste post, mostraremos detalhes importantes sobre o financiamento de um imóvel e os tipos mais comuns no mercado. Tem interesse no tema? Siga conosco e fique por dentro do assunto!

Como funciona um financiamento?

Para ter acesso ao limite do financiamento e taxas é possível fazer simulações junto às instituições. A partir disso, obtêm-se os valores que poderão ser negociados. Nessa fase, é possível ter acesso a informações a respeito do financiamento, valores envolvidos, juros, prestações, encargos financeiros.

Após isso, é necessário apresentar os documentos requisitados, como o comprovante de renda, que é o principal garantidor da liberação do crédito.

Quais os principais tipos de financiamento?

No Brasil, os bancos utilizam principalmente dois diferentes tipos de amortização: Tabela Price e SAC. Há ainda a tabela SACOC, muito utilizada pelas incorporadoras e loteadoras quando o financiamento é feito direto com a empresa.

Tabela Price

Esse sistema prevê um valor fixo das parcelas e, enquanto os juros pagos diminuem, o valor amortizado aumenta. No início, o contratante estará pagando basicamente os juros da operação e, à medida que o saldo devedor cai, esse encargo diminui.

Um financiamento de R$ 100 mil pago em 36 meses a 1% de juros ao mês teria parcela de R$ 3.321,43. No primeiro mês, R$ 1.000 seriam pagos a título de juros e R$ 2.321,41 de amortização. No mês seguinte, os juros incidiriam sobre valor do crédito: R$ 100 mil, diminuído do que já foi amortizado no mês anterior, restando R$ 97.678,59 de dívida.

SAC

Esse é o financiamento mais usado no país. O valor da dívida amortizado mês a mês é constante, mas os juros pagos nas parcelas iniciais são maiores e vão diminuindo ao longo do tempo. Assim, os valores das prestações, os juros e os outros encargos são decrescentes.

Considerando um financiamento de R$ 100 mil a ser pago em 36 meses, a primeira parcela seria de R$ 3.726,66, sendo R$ 948 de juros, e a última seria de 2.804,14, sendo R$ 26,36 de juros.

Tabela SACOC

É uma forma de financiamento livre feita pelas imobiliárias, incorporadoras ou loteadoras. As prestações são crescentes e o índice da inflação é indexado pelo IGP-M, que costuma ter uma variação mais alta do que a Taxa Referencial.

Quais fatores influenciam no financiamento?

Para saber como calcular o financiamento de um imóvel é preciso saber que amortização, taxa de juros e outros custos influenciam o valor da prestação. Veja alguns deles a seguir.

Amortização

Cada tipo de financiamento tem seu sistema próprio de amortização, o que representa a devolução do valor emprestado pelo banco ao contratar o financiamento. O restante da parcela é basicamente composto pelos juros. Enquanto no SAC as prestações diminuem à medida que as parcelas são pagas, na Tabela Price a parcela é constante.

Taxa de juros

Quando se busca um financiamento, sabe-se que as taxas de juros são uma espécie de custo cobrado pela instituição financiadora pelo adiantamento do valor do crédito liberado. Os juros permitem que o banco lucre em cima desse empréstimo e não perca dinheiro. As taxas de juros variam de acordo com a instituição, já que há concorrência no mercado.

Seguros

Ao fechar um financiamento é comum o banco incluir seguros obrigatórios, como o de danos físicos ao imóvel, que cobre danos que alterem o valor do imóvel, além do seguro por morte e invalidez, que assegura ao credor o resgate do valor emprestado. Esse seguro é obrigatório e previsto em lei.

Taxa administrativa

É importante deixar um espaço para outras despesas no orçamento, como a taxa administrativa do financiamento, que funciona como uma tarifa bancária de manutenção do contrato.

Saber como calcular o financiamento de um imóvel é fundamental para garantir uma contratação adequada, que esteja dentro do orçamento do contratante e que não traga surpresas negativas.

Agora que você já sabe como calcular o financiamento de um imóvel, deixe seu comentário no post e tire dúvidas sobre o tema!

Como escolher o seu lote?

Como escolher o seu lote?

baixe agora

Equipe IMG

materiais

Baixe agora os materiais educativos da IMG
Fique por dentro do nosso conteúdo e receba tudo o que você precisa saber sobre loteamentos, desde investimento a construção